Sofrimento e Competência

Você anda estressado ultimamente?

Encontrei um amigo que disse estar extremamente estressado no trabalho e que não está aguentando mais. Eu disse, então, que seria melhor ficar como eu – sem emprego. Ao que meu amigo respondeu: “pelo amor de Deus! Nem pensar”.

Se temos um emprego, sofremos. Se não temos emprego, sofremos. Talvez, se olharmos bem, não é a respeito do emprego que estamos estressados. Não é sobre negócios, situação econômica, tipo de trabalho, o comportamento do chefe. É sobre nossa inabilidade em lidar com nossa mente e nosso corpo, nossa bioquímica, nossas energias. Porque há conflito interno, qualquer trabalho parecerá estressante.

Se você olhar ao redor, quase todo mundo reclama de seu trabalho, mesmo aqueles que você gostaria de ter. Se a pessoa é pobre, sofre pela pobreza, se é rica, sofre por causa dos impostos. Se não possuem estudo, sofrem, se vão à escola, aí é um sofrimento sem fim. Se não são casados, sofrem, se se casam, nem precisamos dizer nada.

Todos nós temos água e comida três vezes ao dia. A grande maioria não está com dores ou sob forte ameaça. Temos amigos e família. Então, nosso sofrimento não acontece porque há algo fundamentalmente errado em nossa atual situação na vida. Nós é que não temos habilidade em lidar com as coisas. Se nossas mentes ou almas seguissem nossas instruções, elas gerariam alegria ou sofrimento? Logicamente, alegria. Assim, elas não estão seguindo nossas instruções.

As pessoas chegam e dizem: meu chefe é horrível, minha mulher é insuportável, meu marido é um grosso. Já falei de uns retiros de meditação que faço de vez em quando. Eu recomendo a todos que experimentem pelo menos uma vez na vida.

Você chega. Terá um bom quarto, terá três refeições por dia, não precisará pagar, a menos que deseje. Por dez dias, tudo que você precisa fazer é ficar em um estado de

paz e alegria, sem nenhuma preocupação, nem com os horários. Nada ali irá alimentar seu sofrimento. Se, depois de um ou dois dias, você não estiver completamente em paz e feliz, de onde vem seu sofrimento? Só pode ser porque quando você está só, você está em má companhia.

Uma educação num sentido amplo nos ajudaria a aprender a nos conhecer melhor, entender nossos mecanismos internos e não apenas as técnicas, as letras, as matemáticas. Agora, cabe a cada um de nós fazer a lição de casa. Enquanto seguimos nossas vidas, precisamos buscar o autoconhecimento, a consciência, para podermos tirar nossa cabeça de dentro dessa corrente que nos submerge para termos paz e alegria verdadeiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *